Puerto Iguazu é uma cidade argentina situada na província de Misiones,  vizinha da nossa querida Foz do Iguaçu, e normalmente faz parte da trinca de visitas que também inclui Ciudad Del Este, no Paraguay. Seu fácil acesso é motivo de muitos brasileiros buscarem a cidade para obterem uma primeira experiência internacional e claro, disfrutar do que a cidade oferece.

sam_0324
Duty Free em Puerto Iguazu

Aliás comparada com Ciudad Del Este, Puerto Iguazu conta com controle mais efetivo no que se diz respeito ao ingresso de estrangeiros no país, sendo efetuado checagem de documentos por cada turista ingressante mediante RG ou Passaporte.

A cidade pode ser uma base para quem quer ficar na Argentina e fazer todos os passeios de Foz, Ciudad e da própria Iguazu argentina, como também pode ser acessada por quem decide ficar nas outras duas. As avenidas de acesso se mostraram em boas condições, assim como as ruas do centro da cidade. Há grande oferta de restaurantes, bares, cafés e opções de entretenimento, assim como lojas que vendem itens típicos da região e do país.

Há algumas lojas de souvenires que aceitam reais e pesos argentinos, algo extremamente positivo não só para este local como para outros que também aceitam, sendo isto um grande facilitador principalmente pelo fato da região ser fronteiriça com outros dois países, Brasil e Paraguai.

A questão da segurança deixou um pouco a desejar no período da noite no que se diz respeito a efetivo policial, porém, não se observou um risco maior mesmo se tratando de andarmos  neste período do dia. Veja a seguir alguns dos atrativos que podem ser visitados pela região argentina.

a) Atração: Parque Nacional das Cataratas do Iguaçu – Lado Argentino

A estrutura do Parque das Cataratas do lado argentino se mostrou eficiente e completa, a pecar apenas no que se refere ao transporte no interior do parque. O transporte por “trem” tem horários estabelecidos não tão freqüentes, o que caso não ocorresse, poderia garantir um fluxo melhor das pessoas nas rampas e consequentemente nos locais para fotos.
O espaço para alimentação é numeroso e com valores justos, apresentando opções de lanches naturais e diversos, empanadas, água, sucos, etc (no caso da lanchonete) e também o Restaurante La Selva, que é self service, entre 50 e 70 reais por pessoa.

sam_0262
Parque Nacional Iguazú

A existência de inúmeros quatis exige atenção pois eles atacam em busca de comida e circulam principalmente pela área de alimentação. Haviam poucos guichês vendendo tickets, mas a rapidez de atendimento não gerava muita espera para compra. Um detalhe a ser melhorado é a aceitação de outras formas de pagamento, ficar restrito a pagamento em dinheiro é ruim, principalmente para um mundo onde cartões de crédito e débito são vastamente usados e mais seguros para efetuar compras.

O parque funciona  diariamente das 8 às 18h, cobrando 250 Macris (Pesos argentinos xD – aproximadamente 53 reais) pago somente em pesos, cartão de crédito é aceito somente dentro do parque, mas não para o ingresso como citado.

Como recomendações, citam-se uso de calçados e  roupas leves, já que se caminha bastante, assim como levar toalha, protetor solar, óculos, snacks, água, barra de cereais entre outros, já que são itens caros no interior do parque. Ao entrar no parque, caminhando-se pelo Sendero Verde, percurso de 600 metros que leva até a Estação de trem Cataratas, há 3 opções no final:

– Fazer a trilha chamada Paseo Superior (Circuito Superior), 2h de duração, que tem 650 metros e permite uma vista panorâmica dos saltos da parte de cima.

– Fazer a trilha chamada Paseo Inferior (1h45 min de duração) (Circuito Inferior), que tem 1.700 metros e possibilita apreciar as quedas pela parte de baixo. É no Paseo Inferior que fica o cais para embarcar na lancha que te levará para pertinho das cataratas (passeio opcional e pago à parte, chamado Aventura Náutica) ou para a Ilha de San Martín (incluído na entrada do parque). É lá também que ficam mirantes para você “sentir” as gotas de água voando e caindo no seu corpo.

-Pegar o trem para a Estação Garganta do Diabo, de onde você fará uma trilha de 1.100 metros para ver a Garganta do Diabo se formando lá em cima. Visita de aproximadamente 2h de duração.

Dentro do parque, a Iguazu Jungle promove duas opções de passeio principais:

-Aventuras Nauticas (correspondente argentino ao Macuco Safari do lado brasileiro). 450 ARS ou 90 BRL, site relata 12 minutos de duração, mas deve ser um tempo maior principalmente por conta da preparação e uso de equipamentos de segurança.  Você vai numa lancha com mais umas 10 pessoas até bem perto das cataratas e se molha bastante. É um passeio bem seguro. A vantagem do passeio argentino, além do preço, é que ele passa mais vezes perto das quedas d’água

-Gran Aventura 800 ARS 170 reais. Gran Aventura une selva e as cataratas em um único passeio Duração: 1h30min

Outros passeios incluem:

-Passeio Ecológico: 200 ARS 43 reais, Passeio mais leve no Rio Iguaçu, 30 minutos de duração.

-Passaporte Verde: Gran Aventura+Passeio Ecológico + Aventuras Náuticas, 950 ARS 201 reais.

Passaporte Cataratas: Passeio Ecológico+Aventuras Náuticas, 600 ARS 128 reais.

sam_0292
Cataratas do lado argentino. Difícil escolher entre o lado brasileiro e argentino sobre beleza

b) Duty Free Puerto Iguazu

O Duty Free possui uma ótima infraestrutura, com rigoroso controle de entrada e inúmeras opções de produtos, é um grande shopping center  “único”. Os preços, porém, estavam altos e em alguns casos superiores até aos praticados no Brasil.

Funciona todos os dias das 10h às 21h. Fica mais cheio no período da noite, quando as pessoas chegam com os transfers dos hotéis e agências de turismo.
Necessário estar com RG ou Passaporte para entrar no duty free. A cota de compras é de US$ 300,00. Bebidas alcoólicas são permitidas 24 unidades sem pagar impostos, respeitando o quantitativo de 12 unidades iguais.
Eletrônicos ou equipamentos elétricos, relógios, brinquedos ou jogos só até 3 unidades. Maquiagem, perfumes e afins até 10 unidades, no máximo.

De informações e dicas gerais, com relação ao câmbio de moedas, há uma casa de câmbio anexa ao posto de imigração chamada Libres. Dentro do Duty Free também há uma.

c) Ice Bar

O Icebar é um típico atrativo “encontrado” e que deu certo. Encontrado no sentido de que está situado em um local onde não há nada, é afastado do centro e fica na rota do Parque das Cataratas do lado argentino. A idéia de criar um bar com um clima de -10 graus é sensacional no que se refere a ser um chamariz, pois além de apresentar este detalhe, há um bar externo bem aconchegante onde se pode fazer uma parada depois de visitar as cataratas.

img_5994
Frio básico no Icebar

A compra de ingressos é simples e há horários específicos para entrada. Enquanto se pode degustar uma Cerveja Quilmes no lado de fora, na hora de entrar os turistas são encaminhados a uma sala de aclimatação onde recebem uma jaqueta e luvas para suportar o frio do interior do bar. Lá também são dadas instruções gerais e ao adentrar o recinto, o que nos surpreende é o tamanho do bar. É bem pequeno de modo que não mais que trinta pessoas podem estar lá ao mesmo tempo.

O ingresso inclui um open bar e se pode beber diversas bebidas “doces”, shots propriamente dizendo, que servem para esquentar a temperatura. Enquanto um fotógrafo tira fotos e tomamos estes drinks, um DJ toca uma playlist extremamente diversa, que vai deste o rock do AC/DC, passando por funk e terminando em uma das febres argentinas e latino-americanas, o Reggaeton.

O único ponto a se ressaltar é a questão do tempo dentro do bar, 25 minutos é um tempo muito pequeno, de modo que, se houverem condições (no que se refere a ficar exposto por mais tempo a uma temperatura tão baixa), 15 minutos a mais, totalizando quarenta minutos proporcionariam uma experiência ainda mais prazerosa no local. Salienta-se, que ao sairmos do país, tivemos que pagar uma taxa ecoturística de 5 reais.

Funciona de Domingo a Quinta, das 14h às 21:30h. Sexta, Sábados e Feriados 14h às 23:30h.Custa  240 ARS, aproximadamente R$52,00 e para jovens entre 6-16 anos,  120 ARS. Para grupos acima de 20 pessoas, existe a possibilidade de bloquear um horário exclusivo, que deverá ser solicitado no e-mail info@icebariguazu.com e no reservas@icebariguazu.com .

Como dica, recomenda-se não ir de sandália, prefira calças, calçados fechados tênis/bota e meias (algumas solas podem descolar) A temperatura é de 10 graus abaixo de zero. Há 5 tipos de bebidas que deverão ser consumidas no período de visitação. Eles emprestam uma roupa especial (jaquetas) e luvas.

d) Centro de Puerto Iguazu

O centro de Puerto Iguazu foi visitado, assim como algumas lojas de artesanato e de vinhos em uma feira (que na verdade não é bem uma feira, já que são estabelecimentos situados um ao lado do outro, mas com locais físicos) que possuía bons preços cabíveis de negociação. Também haviam opções de entretenimento, porém, no horário em que estávamos por lá (entre 20 e 23h) algumas casas noturnas sequer estavam abertas, muito por conta do costume argentino de que as baladas começam mesmo depois das 2h da manhã.

No que se refere a bares, haviam vários disponíveis, e escolhemos o Gela Gela Puerto Iguazu para comermos e confraternizarmos. O ambiente é descolado com ótimo atendimento e boas opções de porção, como de picanha e das tradicionais empanadas, tudo movido a muito molho Chimichurri, super tradicional no país. Claro que as bebidas também não deixavam a desejar, com Quilmes a preços acessíveis. Ao sairmos do local, nos deparamos com outros bares repleto de pessoas com música ao vivo e bastante interação, percebendo-se muitos brasileiros ali presentes.

e) Algumas opções de restaurantes e vida noturna em Puerto Iguazu:

I) Il Fratello, quadra da Brasil entre as avenidas Victoria Aguirre e Misiones. Pizzaria com bons pratos italianos na carta (Gustavo Eppens, 294, quase esquina com Victoria Aguirre).

II) A Piacere: restaurante a la carte especializado em carnes; o prato principal é o tradicional prato argentino Bife de Chorizo. Mais barato que o AQVA, o A Piacera fica no centro de Puerto Iguazú, na Avenida Córdoba, 125, local onde há vários restaurantes especializados em carnes, um ao lado do outro.

III) El Quincho del Tío Querido: outro restaurante também especializado em carnes. A diferença do El Quincho é que há música ao vivo diariamente e show de tango às quintas e sábados. O restaurante fica na Avenida Pres. Juan Domingo Peron, 159.

IV) La Rueda 1975: um dos restaurantes mais tradicionais da cidade ao lado do AQVA e do El Quicho. O La Rueda também é especializado em carnes e fica na Av Córdoba, nº 28.

V) Parrilla Pizza Color: esse é um restaurante que serve de tudo, pizzas, massas e é claro, carnes! A especialidade também é o Bife de Chorizo. O restaurante fica na Avenida Córdoba,1354.

VI) Sorveteria Freddo: A Freddo é a sorveteria mais tradicional da Argentina; seus destaques são os vários tipos de sorvetes de doce de leite e de chocolate. A sorveteria não é barata, mas vale a pena experimentar! Em Puerto Iguazú ela fica na Avenida Brasil, 118. Também há uma dela dentro do Parque Nacional do Iguazú.

E vocês, já visitaram algum destes atrativos? Deixem suas impressões 😉

#RotasNaAmérica