Os hostels são uma grande opção para quem decide viajar sozinho muito pelo fato de permitir, de certa forma, uma maior interação entre os seus visitantes, que muitas das vezes se encontram sozinhos também e principalmente, pelos baixos cutsos. Só que muita gente ainda tem certa resistência por não conhecer como é um ambiente de um hostel, ou achar que a coisa é parecida com o filme “O Albergue”. Mas o que vamos encontrar em um hostel? Confesso que já vi muita coisa rolar nessa América a fora, mas é importante retratar aqui a realidade. Não que seja mandatório e que você irá encontrar os itens a seguir em todos os hostels, mas digamos que estas situações poderão ocorrer em algum momento da sua trajetória mochileira.

img_0019
Hostel La Casa del sol naciente em San Pedro de Atacama, Chile

Então, vamos a 7 situações que você encontrará em um hostel em algum momento da sua experiência em um!

1. Alguém Roncando

Esta situação é uma das mais clássicas. Você chega pela primeira vez em um hostel, e na primeira noite lá (que normalmente você está esgotado da viagem), alguém começa a roncar fortemente como uma locomotiva do século 20. E seu sono, claro, é muito leve. Sim, caros amigos, isso vai acontecer. Pode ser no começo, no meio ou no fim da noite, mas vai ocorrer! Então, levem seus tampões de ouvido se possuem sono mais leve, pois ficar bufando não vai fazer o amiguinho acima ou ao lado parar de roncar.

2. Alguém tentando fazer o mínimo de barulho possível pela manhã pois fará check out bem cedo para ir embora

Eu acho meio desconfortável ter que acordar muito cedo em hostels principalmente pelo fato de que salvo os casos que os hóspedes possuem passeios muito cedo, eles acabam dormindo um pouco mais. Então se você terá que pegar aquele voo das 7, 8 da manhã, terá que madrugar e se não tiver deixado suas coisas arrumadas no dia anterior, vai usar a lanterninha do celular ou mesmo uma própria para organizar tudo e tentar não fazer muitos ruídos para não incomodar os seus parceiros de quarto. Claro que algumas vezes poderá encontrar essa pessoa que madruga fazendo um grande fuzuê logo cedo, te acordando, digamos, mais cedo do que deveria.

3. Encontrar alguém que já passou dos 40

Eu acho isso sensacional pois é um pouco como me vejo daqui uns 20 anos haha É sempre legal encontrar pessoas mais velhas com espírito jovem em hostels, tanto pela vivência e experiência em viagens, como também para a questão de responsabilidade, já que estas teoricamente são mais cuidadosas e responsáveis de forma geral.

4. Conhecer uma pessoa muito gente boa que está prestes a ir embora

Isso é bem ruim! Você começa a conversar com alguém, surge aquela sintonia, aí já pensa: maravilha, achei um (uma) parceiro(a) para os passeios e roles na cidade ou mesmo alguém para conversar! Só que não! Aí a pessoa diz a célebre frase “Estou indo embora hoje”, ou “amanhã”. E a frustração aparece. Pode até rolar aquela troca de contatos, mas não será possível aproveitar naqueles momentos a nova amizade.

5. Alguma treta

Sim, seja ela por que alguém bebeu demais e está fazendo barulho no quarto, pelo fato de não respeitar o “toque de recolher”, ou ainda por levar álcool para o quarto quando não era permitido. As tretas podem ser as mais variáveis, e envolvem tanto staff-hóspedes como hóspedes-hóspedes. Mas outros atores também podem aparecer, até polícia se a coisa ficar séria!

6. Encontrar um segurança gente boa

Diferentemente do que se pode imaginar, alguns seguranças em hostels são extremamente bacanas! (Exceto quando você está bebendo em frente ao hostel e não é permitido beber na rua na cidade rs aí ele não será delicado, vão por mim kk) Desde dicas da cidade até para quebrar um galho de algum imprevisto, pode ocorrer de você fazer amizade com algum em determinado momento.

7.  Hóspedes deixando itens de valor espalhados pelo quarto

Foram inúmeras as vezes que vi pessoas deixando itens de valor como tablets, notebooks, câmeras e celulares ali no quarto, no maior entra e sai, sem nenhuma preocupação. Mesmo sabendo que na teoria deveríamos confiar nos colegas de quarto, há pessoas mal intencionadas também em hostels, isso vai desde falsos mochileiros até funcionários do próprio hostel. Então, como bons brasileiros, a dica é cuidar sempre dos pertences. Europeus parecem não se preocupar tanto com os pertences, sendo os que mais vi deixar as coisas largadas em todo canto.

 

E você, o que já presenciou em um hostel que poderia compartilhar?

 

Comente \o

 

#RotasNaAmérica